top of page
  • Foto do escritorPastoralCarcerariaCE

Agente da PCR recebe prêmio por tese que discute Abolicionismo Penal sob ótica da Teologia


Por Pastoral Carcerária, em 24 de Nov de 2022.


A Pastoral Carcerária Nacional parabeniza Lucas Duarte, coordenador da PCr de Curitiba e membro da Frente estadual pelo Desencarceramento do PR, que foi o ganhador do prêmio Papa Francisco – categoria dissertações, distribuído na 5ª edição dos prêmios de Comunicação da CNBB, ocorrido nesta quarta-feira (23).


O prêmio valoriza a melhor tese e pesquisa acadêmica de pesquisadores cristãos no ano. A pesquisa de Lucas, intitulada “É melhor tirar a cadeia”: Contribuições da Teologia Pública para a Superação do Encarceramento, discute o abolicionismo penal sob a ótica da teologia.


Em entrevista ao site da PCr Nacional, Lucas disse que o trabalho surgiu das suas experiências como agente pastoral, e que a teologia se faz no meio do povo.


“Eu costumo dizer que o trabalho surgiu da minha prática, foi essa vontade de querer conhecer que deu vida a esse trabalho. Na conclusão, eu proponho que um teólogo público, que queira encarar os problemas da sociedade, precisa estar ao lado, e a teologia pública se coloca como continuadora da teologia da libertação.


Se tem uma herança da teologia da libertação é a de que o teólogo tem lado, ele não é um teórico de gabinete, um pesquisador bibliográfico, ele produz teologia no meio do povo. E nessa opção de lado, a ação pastoral como agente, junto das pessoas que estão no cárcere, bem como seus familiares, foi crucial.


(…) O mundo sem cárceres não é uma utopia, ele é possível, e a gente está nessa luta, não apenas no embate teórico, mas na luta do dia a dia de discutir essas questões”.

58 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page