• PastoralCarcerariaCE

Diário do NE: Defensor público é o novo presidente do Conselho Penitenciário do Ceará


O defensor público Jorge Bheron Rocha é o novo presidente do Conselho Penitenciário do Ceará (Copen-CE). (foto: Adpec - Associação das Defensorias e dos Defensores Públicos do Estado do Ceará)

Por DN, em 27 de Agosto de 2021.

Para ler o original, clique aqui.


O defensor público do Ceará Jorge Bheron Rocha foi eleito como novo presidente do Conselho Penitenciário do Ceará (Copen) - órgão ligado ao Governo do Estado - em eleição realizada nesta sexta-feira (27). O advogado criminalista Márcio Vitor de Albuquerque é o novo vice-presidente. O mandato é de um ano.


O novo presidente do Copen atua também no Núcleo de Assistência aos Presos Provisórios e às Vítimas de Violência (Nuapp), da Defensoria Pública Geral do Ceará. Já o vice-presidente é diretor de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Ceará (OAB-CE). A dupla tem vasta experiência no Sistema Penitenciário e na aplicação do Direito Penal, inclusive na garantia dos direitos dos presos.

O exercício da presidência do Copen é um encargo de grande honra e responsabilidade. Pretendo, em harmonia e comunhão de forças com os demais conselheiros, ampliar o diálogo institucional já existente e fortalecer os fluxo de informações sobre as atuações do Conselho junto à população é demais instituições em âmbito estadual e nacional.

BHERON ROCHA

Defensor público e presidente do Copen-CE


Advogado Márcio Vitor de Albuquerque no lançamento do livro "A Evolução Histórica do Habeas Corpus". (Foto: OAB-CE)

Bheron Rocha assume a posição que foi do advogado Cláudio Justa no último ano. "Pegamos o auge da pandemia. O foco foi acompanhar os procedimentos sanitários aplicados e aferir a sua regularidade", destaca Justa, que também faz uma projeção para o sucessor:

Tivemos uma abertura de um diálogo com a gestão prisional do atual secretário Mauro Albuquerque, visando obter informações relativas a denúncias, que ainda estão ocorrendo da conduta de policiais penais no sistema penitenciário. Agora, já com a pandemia praticamente controlada, certamente o doutor Bheron irá voltar as ações de inspeção e fiscalização in loco do Sistema Penitenciário.

CLÁUDIO JUSTA

Advogado e ex-presidente do Copen


O QUE É O COPEN?


Segundo o site da Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP), o Conselho Penitenciário do Ceará foi criado em 27 de janeiro de 1927, para atender ao Decreto Federal nº 16.665 de 06 de novembro de 1924. "É um órgão consultivo e fiscalizador da execução da pena, tendo a incumbência de colaborar na elaboração e revisão da Política Criminal e Penitenciária do Estado", descreve a Pasta.


O Copen é composto de representantes da Defensoria Pública Geral do Ceará, da Defensoria Pública da União (DPU), do Ministério Público do Ceará (MPCE), do Ministério Público Federal no Ceará (MPF), da OAB-CE, do Sindicato dos Agentes e Servidores no Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp), da Pastoral Carcerária e da comunidade, além de especialistas em Direito Penal, Direito Penitenciário e Psiquiatria Forense ou Psicologia Criminal.


As principais atribuições do Conselho são:

* Emitir parecer sobre indulto e comutação de pena;

* Inspecionar os estabelecimentos e serviços penais;

* Apresentar ao Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária relatório anual dos trabalhos efetuados no exercício anterior;

* Fazer a entrega da caderneta de livramento condicional aos presos que saírem com esse benefício.

25 visualizações0 comentário