• PastoralCarcerariaCE

Pastoral Carcerária do Ceará lamenta falecimento do diácono Cláudio Viana Gonçalves



Nesta segunda-feira, 31 de maio, partiu para a Casa do Pai o diácono Cláudio Viana Gonçalves. O diácono integrava a Comunidade Dom Orione Sororó, em Itapipoca (CE), e colaborava com a Pastoral Carcerária em sua cidade e no Estado. Gonçalves sofreu um ataque fulminante do coração.


Padre Marco Passerini, integrante da Pastoral Carcerária no Ceará, relembra com carinho o irmão que partiu: "Diácono permanente, samaritano de uma Igreja samaritana sempre em saída, porque a 'diaconia' é vivida no serviço prioritário aos mais excluídos. Coisa rara mas possível. Basta deixar o Espírito da Vida soprar quando quer, onde quer, e do jeito que Ele quer! A Pastoral acredita na Ressurreição do espírito, e agora Cláudio está nas mãos do Pai."


Desejamos à família e à paróquia os mais sinceros votos de resignação e paz.


***


No dia 30 de maio, dois dias antes de falecer, o diácono Cláudio publicou em suas redes sociais texto refletindo o difícil momento pelo qual todos estamos passando nesta pandemia. A Pastoral Carcerária do Ceará reproduz em sua homenagem.


***


ESTAMOS TODOS NA FILA


Por diácono Cláudio Viana Gonçalves*



"Estamos todos na fila… A cada minuto alguém deixa esse mundo para trás. Não sabemos quantas pessoas estão na nossa frente.


Não dá pra voltar pro “fim da fila”. Não dá pra sair da fila. Nem evitar essa fila. Então, enquanto esperamos a nossa vez: faça valer a pena cada momento vivido aqui na Terra. Tenha um propósito.


Motive pessoas!!! Elogie mais, critique menos. Faça um “ninguém” se sentir um alguém do seu lado. Faça alguém sorrir. Faça a diferença. Faça amor. Faça as pazes. Faça com que as pessoas se sintam amadas. Tenha tempo pra você. Faça pequenos momentos serem grandes. Faça tudo que tiver que fazer e vá além. Viva novas experiências. Prove novos sabores.


Não tenha arrependimentos por ter tentado além do que devia, por ter valorizado alguém mais do que deveria, por ter feito mais ou menos do que podia. Tudo está no lugar certo.


As coisas só acontecem quando têm que acontecer. Releve, não guarde mágoas. Guarde apenas os aprendizados. Liberte o rancor. Transborde o amor. Doe amor. Ame, mesmo quem não merece. Ame, sem querer receber nada em troca.


Ame, pelo simples fato de você vibrar amor e ser amor. Mas sempre ame a si mesmo antes de qualquer coisa. Esteja preparado para partir a qualquer momento. Você não sabe seu lugar na fila. Então se prepare para deixar aqui apenas boas lembranças.


Suas mãos vão embora vazias. Não dá pra levar malas, nem bens… Se prepare DIARIAMENTE pra levar consigo somente aquilo que tens guardado no coração.”


*última postagem do diácono no Facebook.


28 visualizações0 comentário